Como avaliar minha própria redação?


Uma das perguntas que os leitores mais fazem é como fazer para avaliar suas próprias redações. Isso não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Você mesmo pode corrigir sua própria redação.

Para te ajudar a avaliar uma redação própria, reunimos algumas dicas para você.

FINJA QUE NÃO FOI VOCÊ QUE ESCREVEU
Bom, apesar de óbvio, isso é muito importante. Lembre-se que voce já tem spoilers de como o seu texto encerra. Por isso, vale a pena avaliar alguns dias depois, para que você tenha uma memória fresca e possa avaliar melhor.

ESTRUTURA
O texto atende a estrutura básica para o tipo de redação exigida? Se não, você já encontrou uma falha. Foque em distribuir bem o conteúdo do texto, seguindo os padrões e a orientação do gênero textual.

ARGUMENTAÇÃO
Leia o texto. 
  1. Fez sentido?
  2. Respondeu ao tema proposto? 
  3. Defendeu a ideia ou conseguiu contrapô-la?
  4. Os argumentos embasam a ideia?
Seu texto possui uma boa argumentação se a resposta para essas perguntas for SIM. Do contrário, você pode encontrar as causas pelas quais a resposta foi NÃO.

FALOU DEMAIS
Busque se no texto existem informações irrelevantes ou que, no mínimo, estão subentendidas. Se houver, isso caracteriza uma falta grave. Primeiramente, você poderia ter economizado linhas para uma argumentação melhor. Segundo, um texto enrolador cansa.

EROU A HORTOGRAFIA?
Sim, esse título dói só de ver. Mas reveja se o texto não contém falhas do gênero, omite vírgulas, erra pontuações, tempos verbais, etc. Às vezes, errar (mesmo que de leve) pode ser o suficiente para que seu texto seja descartado.

RELEIA A PROPOSTA-TEMA
O tema não foi escrito à toa e usando qualquer argumento. Ele deve oferecer "pistas" para uma argumentação coerente. Alguns professores defendem que o tema e seus materiais-base já definem a linha que o seu texto deve seguir. Se o seu texto não defende, nem se contrapõe ao tema, é porquê você não entendeu o tema. 

Além disso, é importante conhecer os critérios de avaliação utilizados pela instituição que moldou a proposta (ex: ENEM, UFPR, Cursinho, etc) e tentar verificar se o seu texto alcançou os objetivos de cada critério.

Se esse post foi útil para você, compartilhe com seus amigos nas redes sociais :)


Luiz Henrique

Luiz Henrique, cristão, analista de sistemas, programador e webdesigner, vive através da fé e louvor a Deus. Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela UFPR


0 comentários • Comente »:

Postar um comentário

O EstudaJovem é um blog cujo objetivo é te ajudar. Ajude-nos a melhorar, expondo sua opinião. Comente!

EstudaJovem nas Redes Sociais

Siga-nos no Facebook

Seguidores Blogger

Seguidores Google+

Oportunidades